15 dezembro 2015

11 dezembro 2015


Eu creio no Deus do impossível! Quando penso em desistir, lembro do que Jesus fez por mim.

Uma lição de vida

No primeiro dia de aula nosso professor se apresentou aos alunos, e nos desafiou a que nos apresentássemos a alguém que não conhecêssemos ainda.
Eu fiquei em pé para olhar ao redor quando uma mão suave tocou meu ombro. Olhei para trás e vi uma pequena senhora, velhinha e enrugada, sorrindo radiante para mim. Um sorriso lindo que iluminava todo o seu ser.
Ela disse: “ei, bonitão. Meu nome é Rosa. Eu tenho oitenta e sete anos de idade.”
Eu ri, e respondi entusiasticamente: “é claro que pode!”, e ela me deu um gigantesco apertão.
Não resisti e perguntei-lhe: “por que você está na faculdade em tão tenra e inocente idade?”, e ela respondeu brincalhona: “estou aqui para encontrar um marido rico, casar, ter um casal de filhos, e então me aposentar e viajar.”
“Está brincando”, eu disse. Eu estava curioso em saber o que a havia motivado a entrar neste desafio com a sua idade, e ela disse: “eu sempre sonhei em ter um estudo universitário, e agora estou tendo um!”
Após a aula nós caminhamos para o prédio da união dos estudantes, e dividimos um milkshake de chocolate. Nos tornamos amigos instantaneamente. Todos os dias nos próximos três meses nós teríamos aula juntos e falaríamos sem parar. Eu ficava sempre extasiado ouvindo aquela “máquina do tempo” compartilhar sua experiência e sabedoria comigo.
No decurso de um ano, Rose tornou-se um ícone no campus universitário, e fazia amigos facilmente, onde quer que fosse. Ela adorava vestir-se bem, e revelava-se na atenção que lhe davam os outros estudantes. Ela estava curtindo a vida! No fim do semestre nós convidamos Rose para falar no nosso banquete de futebol. Jamais esquecerei o que ela nos ensinou.
Ela foi apresentada e se aproximou do podium. Quando ela começou a ler a sua fala, já preparada, deixou cair três, das cinco folhas no chão. Frustrada e um pouco embaraçada, ela pegou o microfone e disse simplesmente: “desculpem-me, eu estou tão nervosa! Eu não conseguirei colocar meus papéis em ordem de novo, então deixem-me apenas falar para vocês sobre aquilo que eu sei.”
Enquanto nós ríamos, ela limpou sua garganta e começou: “nós não paramos de jogar porque ficamos velhos. Nós nos tornamos velhos porque paramos de jogar. Existem somente quatro segredos para continuarmos jovens, felizes e conseguir o sucesso.
Primeiro, você precisa rir e encontrar humor em cada dia.
Segundo, você precisa ter um sonho. Quando você perde seus sonhos, você morre. Nós temos tantas pessoas caminhando por aí que estão mortas e nem desconfiam!
Terceiro, há uma enorme diferença entre envelhecer e crescer. Se você tem dezenove anos de idade e ficar deitado na cama por um ano inteiro, sem fazer nada de produtivo, você ficará com vinte anos.
Se eu tenho oitenta e sete anos e ficar na cama por um ano e não fizer coisa alguma, eu ficarei com oitenta e oito anos. Qualquer um, mais cedo ou mais tarde ficará mais velho. Isso não exige talento nem habilidade, é uma consequência natural da vida. A ideia é crescer através das oportunidades.
E por último, não tenha remorsos. Os velhos geralmente não se arrependem por aquilo que fizeram, mas sim por aquelas coisas que deixaram de fazer. As lágrimas mais amargas diante de um túmulo, são mais por palavra não ditas do que por palavras ditas, portanto, não tenha medo de viver.
Ela concluiu seu discurso cantando corajosamente “A Rosa”. Ela desafiou a cada um de nós a estudar poesia e vivê-la em nossa vida diária. No fim do ano Rose terminou o último ano da faculdade que começara há tantos anos atrás.
Uma semana depois da formatura, Rose morreu tranquilamente em seu sono.
Mais de dois mil alunos da faculdade foram ao seu funeral, em tributo à maravilhosa mulher que ensinou, através de seu exemplo, que nunca é tarde demais para ser tudo aquilo que você pode provavelmente ser, se realmente desejar.
“Ficar velho é obrigatório, crescer é opcional”.
Só Deus pode criar, mas você pode valorizar o que Ele criou.
Só Deus pode dar a vida, mas você pode transmiti-la e respeitá-la.
Só Deus pode dar a saúde, mas você pode orientar e guiar.
Só Deus pode dar a fé, mas você pode dar o seu testemunho.
Só Deus pode infundir esperança, mas você pode restituir a confiança ao irmão.
Só Deus pode dar o amor, mas você pode ensinar o seu irmão a amar.
Só Deus pode dar a paz, mas você pode semear a união.
Só Deus pode dar a alegria, mas você pode sorrir a todos.
Só Deus pode dar a força, mas você pode apoiar quem desanimou.
Só Deus é o caminho, mas você pode indicá-lo aos outros.
Só Deus é a luz, mas você pode faze-la brilhar aos olhos dos seus irmãos.
Só Deus é a vida, mas você pode restituir aos outros o desejo de viver.
Só Deus pode fazer milagres, mas você pode ser aquele que trouxe os cinco pães e os dois peixes.
Só Deus pode fazer o que parece impossível, mas você pode fazer o possível.
Só Deus se basta a si mesmo, mas Ele preferiu contar com você.
Para quem tem fé, não existe sorte, existe Deus. Para quem tem Deus, não existe perda, só vitórias. Para quem crê, não existe impossível, existe milagres.

Certa vez, um homem pediu a Deus uma flor e uma borboleta. Mas Deus lhe deu um cacto e uma lagarta. O homem ficou triste pois não entendeu o porquê do seu pedido vir errado. Daí pensou: também, com tanta gente para atender… E resolveu não questionar.
Passado algum tempo, o homem foi verificar o pedido que deixou esquecido. Para sua surpresa, do espinhoso e feio cacto havia nascido a mais bela das flores e a horrível lagarta transformou-se em uma belíssima borboleta.
Deus sempre age certo. O seu caminho é o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar dando tudo errado. Se você pediu a Deus uma coisa e recebeu outra, confie. Tenha a certeza de que Ele sempre dá o que você precisa, no momento certo.
Nem sempre o que você deseja, é o que você precisa. Como Ele nunca erra na entrega de seus pedidos, siga em frente sem murmurar ou duvidar. O espinho de hoje, será a flor de amanhã!
Eu estava correndo e de repente um estranho trombou em mim:
– Oh, me desculpe “por favor”, foi a minha reação.
E ele disse:
– Ah, desculpe-me também, eu simplesmente nem te vi!
Nós fomos muito educados um com o outro, aquele estranho e eu. Então, nos despedimos e cada um foi para o seu lado. Mais tarde naquele dia, eu estava fazendo o jantar e meu filho parou do meu lado tão em silêncio que eu nem percebi. Quando eu me virei, tomei o maior susto e lhe dei uma bronca.
– Saia do meu caminho filho!
E eu disse aquilo com certa braveza. E ele foi embora, certamente com seu pequeno coração partido. Eu nem imaginava como havia sido rude com ele.
Quando eu fui me deitar, eu podia ouvir a voz calma e doce de Deus me dizendo:
– Quando falava com um estranho, quanta cortesia você usou! Mas com seu filho, a criança que você ama, você nem sequer se preocupou com isso! Olhe no chão da cozinha, você verá algumas flores perto da porta. São flores que ele trouxe para você. Ele mesmo as pegou. A cor-de-rosa, a amarela e a azul. Ele ficou quietinho para não estragar a surpresa e você nem viu as lágrimas nos olhos dele.
Nesse momento, eu me senti muito pequena. E agora, o meu coração era quem derramava lágrimas. Então eu fui até a cama dele e ajoelhei ao seu lado.
– Acorde filhinho, acorde. Estas são as flores que você pegou para mim?
Ele sorriu.
– Eu as encontrei embaixo da árvore. Eu as peguei porque as achei tão bonitas como você! Eu sabia que você iria gostar, especialmente da azul.
Eu disse:
– Filho, eu sinto muito pela maneira como agi hoje. Eu não devia ter gritado com você daquela maneira.
– Ah mamãe, não tem problema, eu te amo mesmo assim!
– Eu também te amo. E eu adorei as flores, especialmente a azul.
Você já parou pra pensar que, se morrermos amanhã, a empresa para qual trabalhamos poderá facilmente nos substituir em uma questão de dias. Mas as pessoas que nos amam, a família que deixamos para trás, os nossos filhos, sentirão essa perda para o resto de suas vidas. E nós raramente paramos para pensar nisso.
Às vezes colocamos nosso esforço em coisas muito menos importantes que nossa família, que as pessoas que nos amam, e não nos damos conta do que realmente estamos perdendo.
Perdemos o tempo de sermos carinhosos, de dizer um “eu te amo”, de dizer um “obrigado”, de dar um sorriso, ou de dizer o quanto cada pessoa é importante para nós.
Ao invés disso, muitas vezes agimos rudemente, e não percebemos o quanto isso machuca os nossos entes queridos.
Conheço teu medo, a tua felicidade e os teus sonhos. Conheço tua estrada e sei exatamente o teu destino. Conheço-te por dentro…
E sem que tu tenhas que me pedir, eu entendo o que tu queres. Conheço o teu sorriso, e sei tudo que está dentro do teu coração. Conheço e te reconheço em qualquer lugar…
Sei do teu amor, da tua saudade, dos sonhos que movimentam a tua vida e da esperança que te faz lutar. Amo-te pelo que tu és, e para mim, és um ser valioso. Amo-te, mesmo quando perdes a confiança em mim. Amo-te, mesmo sem saberes… Acompanho-te desde sempre! Estou ao teu lado mesmo quando pensas que te abandonei…
Vibro em cada minuto da tua felicidade. Choro com cada lágrima tua. Sofro com toda a tua dor, e te estendo as mãos a todo momento, embora muitas vezes teimes em não me pedires ajuda, mesmo assim, continuo a te proteger…
Conheço-te e sei que és muito especial, como é especial cada filho meu, mas cada um com as suas diferenças, ainda assim o meu amor é incondicional, e ele é o maior amor do mundo. Conheço-te, porque eu te criei…
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. (Salmo 46:10)
Senhor… Me ensina a esperar pelo Teu tempo. Segura firme minha mão e aumenta minhas forças na caminhada da vida. Me conduz pelo melhor caminho guiando meus passos. Me protege de todo mal. Aumenta minha fé e renova cada dia a minha confiança em Ti.
'' Muitos só sabe critica,mais não têm coragem de fala do amor Deus,para seu próximo através das rede sociais como eu faço.. Você não sabe a dificuldade que passo para posta na internet,acho q você pensa q tenho internet em casa,então você ser enganou ,eu saio de cristo rei é venho em cuiabá no ganha tempo enfrento fila para pode posta.. 
Eu não tenho uma filmadora para pode grava,eu gravo em um celular ou na camera de tira foto da minha esposa... Saiba q isto é Deus,não é brincadeira meu amado.. Quer eu não sou pregador,me considero um mensageiro de Deus quem prega é Deus que usar minha boca para falar para você que está passando por problema... Saiba q Deus têm um proposito em sua vida... Deus te ama meu amado ou amada"
'' Muitos só sabe critica,mais não têm coragem de fala do amor Deus,para seu próximo através das rede sociais como eu faço.. Você não sabe a dificuldade que passo para posta na internet,acho q você pensa q tenho internet em casa,então você ser enganou ,eu saio de cristo rei é venho em cuiabá no ganha tempo enfrento fila para pode posta.. 
Eu não tenho uma filmadora para pode grava,eu gravo em um celular ou na camera de tira foto da minha esposa... Saiba q isto é Deus,não é brincadeira meu amado.. Quer eu não sou pregador,me considero um mensageiro de Deus quem prega é Deus que usar minha boca para falar para você que está passando por problema... Saiba q Deus têm um proposito em sua vida... Deus te ama meu amado ou amada

02 dezembro 2015

gratidão! Gratidão eterna!
Sabe bispo, eu nunca fui à igreja, eu era o tipo de pessoa que quando alguém dizia “Deus te abençoe!”, eu respondia “Obrigada!”. E assim cheguei à Universal há mais de 13 anos, praticamente ateia, com problemas com bebida e muita mágoa.
O meu esposo, na época namorado, foi quem me levou. Essa jornada de fé já dura 13 anos, mas só há 5 conheci a Deus. Antes eu estava na igreja a passeio, era dizimista na sombra do meu marido, sacrificava na sombra do meu marido, mas só depois que fui ao meu fundo de poço e acordei na fé que tudo mudou!
Passei uma situação muito difícil em que, por forças maiores, eu e meu marido ficamos 3 anos separados. Só nos víamos aos finais de semana, e ele, que era a coluna da casa, começou a desmoronar, me desprezava, falava que não tinha motivo para ser feliz e por duas vezes ameaçou ir embora de casa. Tudo parecia não ter saída. Só que nessa época eu já estava, graças a Deus, com a minha fé alicerçada na Rocha, já era obreira e sabia o caminho para lutar e vencer, e esse caminho foi o Altar!!!!!
Foi a primeira vez em anos de igreja que eu gerei sozinha o meu sacrifício. Fui vender cupcake na rua, e que alegria eu sentia a cada bolinho vendido! Cada dia de venda era um dia de força, de renovação, era mais um dia que Deus falava comigo e me dava certeza da vitória. E assim foi. Subi ao Altar em julho de 2014 na certeza de que Deus mudaria a história da minha vida, mesmo com todos dizendo que não havia solução.
Em dezembro de 2014 minha família estava unida, que alegria! Mas não me dei por satisfeita. A revolta era constante dentro de mim, pois o meu marido, tão fervoroso na fé, estava caído; tudo o abalava, o chateava, então novamente fui para o Altar, lutei por ele. Houve uma melhora, mas meu Deus não é de melhora e sim de transformação, e agora, em julho de 2015, fui com mais força, com uma revolta de que Deus iria mudar aquela situação, não teria outra solução!
E hoje, bispo, posso dizer: “Eu e minha casa servimos ao Senhor!”. O meu marido está renovado espiritualmente, avivado, fortalecido, e é um novo homem. Tem alegria e paz, por quê? Porque recebeu o Espírito Santo. E eu, que só pedi a Deus que ele nascesse de novo, tive a alegria de ir no dia 29 de novembro ao Templo para vê-lo ser consagrado a obreiro.
Com Deus é assim: Ele nunca deixa nada a ver, Ele sempre vai além do que pedimos quando vamos com força ao Altar, com toda a nossa vida e nossa certeza de mudança!
Estou satisfeita? Não! Vou com toda a força e revolta na fé de Gideão, pois grandes coisas estão por vir!
Agradeço a Deus, ao senhor e a todos os que colaboraram para esse dia chegar, e quem quiser ver o Poder dEsse Deus é só vir fazer parte da nossa família Universal e entregar sua vida por completo no Altar!
Deus abençoe o senhor e toda a sua família!
Muito obrigada!

Bem aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do CORDEIRO para que lhes assista o direito a árvore da vida e entre na cidade pelas portas. Fora ficam os cães os feiticeiro os assassinos os idolatras e todo aqueles que ama e prática a mentira. Apocalipse 22:14.15. 
Ninguém perde numa batalha pois o Senhor é forte e poderoso. O Senhor é poderoso nas batalhas!! Salmos de Davi 24.

Imite a Sua Fé

Introdução

00:00
13:05
‘Sejam imitadores daqueles que pela fé e pela paciência herdam as promessas.’ — HEBREUS 6:12.
1, 2. Como um superintendente viajante encarava fiéis personagens bíblicos, e por que esses seriam ótimos amigos para nós?
“ELE fala sobre personagens bíblicos como se fossem seus velhos amigos.” Foi isso o que uma irmã disse depois de ouvir o discurso de um superintendente viajante idoso. E com bons motivos, pois o irmão tinha passado décadas estudando a Palavra de Deus e ensinando sobre ela — tanto que os homens e mulheres de fé mencionados na Bíblia realmente pareciam seus velhos amigos.
Não acha que muitos desses personagens bíblicos seriam ótimos amigos para nós? Eles são tão reais assim para você? Imagine como seria andar e conversar com eles, passar tempo conhecendo homens e mulheres como Noé, Abraão, Rute, Elias e Ester. Pense na influência que eles teriam em sua vida — os valiosos conselhos e encorajamento que poderiam lhe dar! — Leia Provérbios 13:20.
3. (a) Como podemos nos beneficiar de aprender sobre os homens e mulheres de fé mencionados na Bíblia? (b) Que perguntas vamos considerar?
É claro que, na época da ‘ressurreição dos justos’, será realmente possível ter boas amizades como essas. (Atos 24:15) Mas mesmo hoje podemos nos beneficiar de aprender sobre os homens e mulheres de fé mencionados na Bíblia. Como? O apóstolo Paulo responde: ‘Sejam imitadores daqueles que pela fé e pela paciência herdam as promessas.’ (Heb. 6:12) Antes de começar a estudar sobre homens e mulheres de fé, consideremos algumas perguntas que surgem quando lemos as palavras de Paulo: O que é fé, e por que precisamos dela? Como podemos imitar pessoas fiéis do passado?

O que é fé e por que precisamos dela

4. Como muitas pessoas encaram a fé, e por que estão enganadas?
A fé é uma qualidade atraente. Todos os homens e mulheres sobre os quais estudaremos neste livro davam muito valor a essa qualidade. Muitas pessoas hoje não dão valor à fé, achando que ela envolve acreditar em algo sem ter nenhuma prova real ou evidência. Mas elas estão enganadas. A fé não é credulidade; não é um simples sentimento; é mais do que crer em algo. A credulidade é perigosa. Um simples sentimento pode aparecer e desaparecer; e até  mesmo crer que Deus existe não é suficiente, pois “os demônios creem e estremecem”. — Tia. 2:19.
5, 6. (a) Nossa fé envolve que duas coisas que não podemos ver? (b) Até que ponto a base para nossa fé deve ser sólida? Ilustre.
A verdadeira fé é muito superior a essas coisas. Lembre-se de como a Bíblia a define. (Leia Hebreus 11:1.Paulo disse que a fé envolve duas coisas que não podemos ver. Primeiro, ela envolve realidades “não observadas”. Nossos olhos físicos não podem ver as realidades do domínio espiritual — como Jeová Deus, seu Filho ou o Reino que já governa no céu. Segundo, a fé envolve “coisas esperadas” — acontecimentos que ainda não ocorreram. Atualmente, não podemos ver o novo mundo que o Reino de Deus trará em breve. Então, será que isso significa que nossa fé nessas realidades e nas coisas que esperamos não tem base?
De forma alguma! Paulo explicou que a verdadeira fé tem base sólida. Quando ele disse que a fé é “a expectativa certa”, ele usou uma expressão que também pode ser traduzida “título de propriedade”. Imagine que alguém resolva lhe dar uma casa. Talvez ele lhe entregue a escritura da propriedade e diga: “Aqui está a sua casa nova.” É claro que ele não quer dizer que você vai morar naquele pedaço de papel; o que ele quer dizer é que o documento é tão confiável do ponto de vista jurídico que, em certo sentido, ele é a própria casa. De modo similar, a evidência que nos faz ter fé é tão convincente, tão forte, que pode ser equivalente à própria fé.
7. O que está envolvido na verdadeira fé?
Assim, a verdadeira fé envolve uma confiança bem alicerçada e uma convicção inabalável que se concentra unicamente em Jeová Deus. A fé nos faz vê-lo como nosso Pai amoroso e confiar que todas as suas promessas com certeza se cumprirão. Mas a verdadeira fé envolve mais. Assim como algo vivo, precisa ser alimentada para sobreviver. Precisa ser expressa em ações, senão morrerá. — Tia. 2:26.
8. Por que a fé é tão importante?
Por que a fé é tão importante? Paulo deu uma resposta que nos motiva. (Leia Hebreus 11:6.Se não tivermos fé, não podemos nos aproximar de Jeová nem agradá-lo. Portanto, a fé é essencial para cumprirmos o mais elevado e nobre objetivo de toda criatura inteligente: achegar-se ao nosso Pai celestial, Jeová, e glorificá-lo.
9. Como Jeová mostra que sabe da nossa necessidade de fé?
Jeová sabe o quanto precisamos de fé, por isso ele fornece exemplos para nos ensinar a desenvolver e demonstrar fé. Ele abençoa a congregação com o exemplo de homens fiéis que tomam a dianteira. Sua Palavra diz: “Imitai a sua fé.” (Heb. 13:7) E não é só isso. Paulo escreveu sobre uma “grande nuvem de testemunhas”, homens e mulheres do passado que deixaram excelentes exemplos de fé. (Heb. 12:1) A lista que Paulo forneceu em Hebreus capítulo 11certamente não inclui todos os servos fiéis de Jeová. A Bíblia contém muitas histórias verdadeiras sobre homens e mulheres, jovens e idosos, de todas as formações, que demonstraram fé durante toda a vida e que têm muito a nos ensinar nestes dias em que a maioria das pessoas não tem fé.

Como podemos imitar a fé de outros?

10. Como nosso estudo pessoal pode nos ajudar a imitar os homens e mulheres de fé mencionados na Bíblia?
10 Você só pode imitar alguém se antes observá-lo atentamente. Ao ler este livro, você notará que foi feita muita pesquisa para ajudá-lo a “observar” esses homens e mulheres de fé. Por que você não faz o mesmo e pesquisa mais sobre eles? Use as ferramentas de pesquisa à sua disposição para se aprofundar no seu estudo pessoal da Bíblia. Ao meditar no que estuda, tente visualizar os cenários e as circunstâncias. Tente ver os lugares, ouvir os sons e sentir os cheiros. Mais importante, tente discernir os sentimentos das pessoas. À medida que você se identificar com esses homens e mulheres de fé, eles se tornarão mais reais, mais achegados a você — alguns talvez até se tornem como bons e velhos amigos.
11, 12. (a) Como você pode se sentir mais achegado a Abraão e Sara? (b) Como você pode se beneficiar do exemplo de Ana, Elias e Samuel?
11 Quando você realmente conhecer essas pessoas de fé, vai querer imitá-las. Por exemplo, imagine que tenha recebido uma nova designação. Por meio da organização de Jeová, você é convidado a expandir o seu ministério de alguma forma. Talvez receba um convite para se mudar para um território onde há necessidade de mais pregadores, ou talvez seja convidado a experimentar alguma modalidade com a qual você não está acostumado ou não se sente à vontade. À medida que pensa na designação e ora sobre o assunto, meditar no exemplo de Abraão pode ser de ajuda. Ele e Sara estavam dispostos a abrir mão dos confortos de Ur e foram muito abençoados. Ao imitar o exemplo deles, você com certeza sentirá que agora os conhece melhor do que antes.
12 E se alguém achegado o tratar mal e você ficar desanimado — até mesmo querendo ficar em casa em vez de ir às reuniões?  Meditar no exemplo de Ana e em como ela foi bem-sucedida em lidar com a maldade de Penina o ajudará a tomar a decisão certa e também fará com que Ana pareça ser sua boa amiga. Da mesma maneira, se você ficar desanimado por causa de sentimentos de inutilidade, talvez se achegue mais a Elias ao estudar sobre sua situação aflitiva e o modo como Jeová o consolou. E os jovens que sofrem muitas pressões de colegas de escola imorais talvez se sintam achegados a Samuel depois de estudar como ele lidou com o mau exemplo dos filhos de Eli no tabernáculo.
13. Será que imitar a fé de personagens bíblicos diminui o seu valor como pessoa? Explique.
13 Será que imitar a fé desses personagens bíblicos faz com que você seja uma simples imitação ou diminui o seu valor como pessoa? De modo algum! Lembre-se que a Palavra de Jeová nos incentiva a imitar pessoas de fé. (1 Cor. 4:16; 11:1; 2 Tes. 3:7, 9) Além disso, alguns dos personagens que estudaremos neste livro também imitaram pessoas de fé que viveram antes deles. Por exemplo, no Capítulo 17vemos que Maria provavelmente citou as palavras de Ana, deixando claro que ela a considerava um exemplo. Será que isso significa que a fé de Maria não era tão forte? Não! O exemplo de Ana ajudou Maria a desenvolver fé, de modo que ela pôde fazer um bom nome perante Jeová Deus.
14, 15. Quais são alguns recursos deste livro, e como podemos fazer bom uso dele?
14 O objetivo deste livro é ajudá-lo a fortalecer sua fé. Os capítulos a seguir são uma compilação de artigos da série “Imite a Sua Fé”, publicados em A Sentinela entre 2008 e 2013. Mas há alguns acréscimos. Foram incluídas perguntas para consideração e aplicação. Muitas gravuras coloridas e cheias de detalhes foram criadas especialmente para este livro, e as que já existiam foram ampliadas e aprimoradas. Foram incluídos outros recursos úteis, como uma linha do tempo e mapas. Imite a Sua Fé é uma ferramenta preparada para estudo pessoal, familiar e congregacional. Além disso, muitas famílias talvez gostem de simplesmente ler as histórias em voz alta.
15 Que este livro o ajude a imitar a fé de servos leais de Jeová do passado. E que o ajude a aumentar a sua fé e a se achegar mais ao seu Pai celestial, Jeová!
Aos que muito pegou, nada sobrou, aos que pouco pegou nada faltou! É justo que ajudem aos que estão necessitados, em alguma outra ocasião se voces precisarem ele poderão ajuda-los Assim todos serão tratados com igualdade!! Abençoada quarta feira a todos!!

confiança em Deus!
 isaias41,13,salmos 37.5 e 31.14 , naun 1.7 e jeremias 17.7 obs : efesios 2.8 e isaias 55.8 etc quatros elementos principal que leva a Deus...

Confiança em Deus

17 novembro 2015

Como me preparar para a volta de Jesus?

Jesus está voltandoA melhor maneira de preparar-se para este glorioso evento, que será a volta de Jesus, é estando em Cristo, comungando com Ele e permanecendo nEle:
“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”. (2 Coríntios 5:17 RA).
“Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim”. (João 15:4 RA).
É fundamental também que perseveremos (leia Hebreus 12:1) em seguir ao Senhor. Não devemos permitir que os problemas da vida e as provações nos façam esmorecer na fé, pois:
“Todavia, o meu justo viverá pela fé; e: se retroceder, nele não se compraz a minha alma”. (Hebreus 10:38 RA).
A fim de permanecer em Cristo, primeiramente a pessoa deve crer em Jesus e aceitá-Lo como seu salvador pessoal:
“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16 RA).
A aceitação de Jesus e seu sacrifício é evidenciada pelo batismo por imersão:
“Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado”. (Marcos 16:16 RA).
Se você ainda não deu esse passo, deverá fazê-lo.
Também é recomendado (pelo próprio Jesus) que vigiemos, ou seja, que tenhamos cuidado em aperfeiçoar pelo poder de Deus nosso caráter para que estejamos atentos aos sinais da volta de Jesus:
“Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor”. (Mateus 24:42 RA).
“Por isso, ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá”. (Mateus 24:44 RA).
“Ora, ao começarem estas coisas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima”. (Lucas 21:28 RA).
Em suma, para preparar-nos para volta de Jesus devemos:
1)      Crer nEle e aceitá-Lo como salvador, evidenciando tal disposição através do batismo;
2)      Permanecer nELe, perseverando em estudar Sua Palavra e em nossas orações;
3)      Perseverar;
4)      Vigiar;
5)      Ir à igreja (Hb 10:25)
Qualquer coisa que façamos de modo que estejamos investindo em nossa vida espiritual, contribuirá para nossa preparação.
E você? Porque não permite que Jesus tome conta da sua vida? Porque não O aceita como seu salvador?
Você pode fazer isso agora mesmo e começar sua preparação para a vida eterna hoje.
Ele está muito desejoso de dar-lhe a vida eterna!
Tome a decisão por Jesus; Ele está esperando-lhe:
“Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo”. (Apocalipse 3:20 RA).
Por que o ser humano lê tanto e nunca se transforma?
Para sermos transformados, precisamos primeiramente nos colocar nas mãos de Deus. Pois, somos transformados mediante a Sua luz. A Bíblia nos diz em João 15:5: “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em Mim, e Eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem Mim nada podeis fazer”.
Esta também é uma questão de escolha; a cada momento fazemos escolhas, escolhemos a nossa roupa preferida, a nossa comida predileta, a cor que mais nos agrada, o perfume, etc..
Essas são algumas das escolhas que normalmente fazemos, muitas vezes as nossas escolhas acabam nos afastando de Cristo, pois são escolhas tolas, que fazemos sem antes consultar Aquele que tudo sabe, tudo vê e tudo conhece.
Devemos orar constantemente para que possamos escolher o caminho correto. Alguns escolhem seguir a Cristo, escolha correta; outros escolhem seguir o mundo e o que nele há.
A leitura não nos transforma, mas sim o Espírito Santo (ele pode usar a leitura para impressionar nossa mente).


“Como aproveitar o fim do mundo” – Globo vive dias finais
“Como Aproveitar o Fim do Mundo”, estreia no dia 1º de novembro, em rede nacional de televisão. Dois personagens solitários e opostos acabam encontrando um jeito de enfrentar a tragédia do fim dos tempos. O oitavo capítulo do seriado vai ao ar no dia 21 de dezembro – data supostamente “definida” para o fim do mundo, segundo o calendário maia. Serão distribuídos na internet, em tom de brincadeira, fotos do mundo se acabando em tempo real. O principal canal de TV do Brasil quer fazer o telespectador rir com uma tristeza velada. Nelson Freitas, integrante do elenco, faz um papel mais sério, fala sobre relacionamento. Já o ator Danton Mello, disse: “Sempre tive uma ideia de aproveitar a vida, viver o momento. A gente não sabe o que vai acontecer, tem que aproveitar mesmo.” Aproveito para perguntar: Como será o #fimdofim?

O mundo não vai acabar neste ano!
Pela cronologia do arcebispo Ussher, o mundo deveria ter acabado dia 23 de outubro de 1996. Isto não é uma piada. Há milhares de pessoas, inclusive em nosso meio, que creem que o mundo foi criado no dia 23 de outubro de 4004 a.C., às 17 horas, horário de Greenwich, e que sua duração deveria ser de 6.000 anos, terminando em 23 de outubro de 1996. Após esses seis dias de mil anos, o sétimo seria um milênio de descanso. Os cálculos do arcebispo irlandês (que viveu entre 1581 e 1656) falharam porque o fim do mundo ou, no caso, a volta de Jesus, não se resume a uma questão de matemática. É verdade que assim “como as estrelas no vasto circuito de sua indicada órbita, os desígnios de Deus não conhecem adiantamento ou tardança” (O Desejado de Todas as Nações, p. 32). Também não há dúvida de que Daniel 9:24 a 27 indicou o tempo exato da primeira vinda de Jesus. Mas a respeito de Sua segunda vinda, afirmou Jesus que “o dia e a hora ninguém sabe” (Mt 24:36 ).

“Se a cronologia não serve para definir quão perto estamos da volta de Cristo, talvez a geografia ajude”, é o que pensam os que tomam Mateus 24:14 ao pé da letra, e ficam somando quantos países possuem presença adventista e quantos são os ainda não penetrados. Ao contrário do grupo anterior, marcado por certo determinismo, os que exageram no argumento demográfico colocam muito peso na capacidade da Igreja para antecipar ou retardar a volta de Jesus. Há ainda os que relacionam o fim com um certo argumento sociológico, ou seja, Cristo está na dependência da união das igrejas, da alteração na constituição americana ou de outros fatos políticos.

Você está preparado para o maior evento?
Em todos os casos, parece muito mais uma ânsia por adivinhar, prever, visualizar os “últimos dias”. Ora, os últimos dias começaram tecnicamente com a primeira vinda de Cristo e incluem toda a era cristã! Na ocasião em que os discípulos insistiram no “quando”, querendo um sinal (Mt 24 e 25), Jesus lhes deu vários indícios, só que nenhum específico. Além disso, misturou os que se referiam à destruição de Jerusalém com os de Sua segunda vinda, e ainda chamou isso de “princípio das dores”, não de fim. A única vez, em que todo o capítulo 24 de Mateus, que Jesus utilizou a palavra “sinal” foi no verso 30, para Se referir ao próprio fato de Sua volta, e não a uma antecipação. Portanto, para Cristo, o verdadeiro sinal não é um lembrete ou convite para o evento, mas a abertura do próprio evento.

O fim se aproxima. Essa é a linguagem da Bíblia (ver 1 Co 7:29; Hb 10:25 e 37, 1 Pe 4:7). “Aquele que perseverar até o fim será salvo” (Mt 24:13). Essa perseverança combina com fé e obediência (Ap 14:12), mas não pode se apoiar em calendários, cálculos, fatos políticos, estimativas de níveis de santificação da igreja, nem nada que represente uma tentativa de “descobrir” aquilo que a soberania divina reservou, tendo em vista seguramente o nosso benefício. O fim se aproxima. “Vem, Senhor Jesus” (Ap 22:20).

O dia e a hora exatos da Sua vinda não foram revelados. Cristo disse aos discípulos que Ele Mesmo não sabia o dia ou a hora do Seu retorno, mas mencionou certos eventos através dos quais poderiam saber quando Sua vinda estaria próxima. “Haverá sinais”, disse Ele, “no Sol, na Lua e nas estrelas.” Lucas 21:25. E explicou com maior clareza ainda: “O Sol escurecerá, a Lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento” (Mt 24:29). “Sobre a Terra”, disse Jesus, haverá “angústia entre as nações em perplexidade por causa do bramido do mar e das ondas, haverá homens que desmaiarão de terror e pela expectativa das coisas que sobrevirão ao mundo” (Lc 21:25 e 26).

Programa da Globo brinca, mas o caso é sério.
“E verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória. E Ele enviará os Seus anjos, com grande clamor de trombeta, os quais reunirão os Seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus” (Mt 24:30 e 31). O Salvador acrescentou ainda: “Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão. Assim também vós: quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas” (Mt 24:32 e 33).

Cristo descreveu os sinais de Sua vinda. Disse que poderíamos saber quando Seu retorno estivesse às portas. Quando as folhas das árvores brotam na primavera, sabemos que o verão está próximo. Do mesmo modo, ao se cumprirem os sinais no Sol, na Lua e nas estrelas, podemos nos certificar de que a vinda de Cristo se aproxima. Esses sinais já se cumpriram. Em 19 de maio de 1780 o Sol escureceu. Esse dia ficou conhecido na história como “o dia escuro”. Na região Leste dos Estados Unidos, tão densas eram as trevas que as lamparinas foram acesas ao meio-dia e até depois da meia-noite, a Lua embora fosse cheia, negou-se a iluminar. Muitos acreditaram que o dia do juízo havia chegado. Nenhuma razão satisfatória pôde explicar a escuridão sobrenatural, exceto a que foi encontrada nas palavras de Cristo. O escurecimento do Sol e da Lua foi um sinal de Sua vinda.

Em 13 de novembro de 1833, ocorreu uma deslumbrante queda de estrelas jamais contemplada pelo homem. Outra vez, as pessoas se convenceram de que era chegado o dia do juízo. Desde então, terremotos, furacões, maremotos, pestes, fomes, destruições por fogo ou por inundações têm-se multiplicado. Além disso, angústia e perplexidade entre as nações apontam para o iminente retorno do Senhor Jesus. Aos que haveriam de contemplar esses sinais, o Salvador disse: “Não passará esta geração sem que tudo isto aconteça”.

“Passará o Céu e a Terra, porém as Minhas palavras não passarão” (Mt 24:34 e 35).

“Porquanto o Senhor mesmo, dada a Sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos Céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras” (1 Ts 4:16-18).

Prepare-se. Seja feliz!

Por que está demorando tanto pra Jesus voltar?

Fim do Mundo
Com certeza eu e você já nos fizemos essa pergunta muitas vezes. Quando ligamos a TV, lemos jornais na internet ou recebemos emails com notícias de crimes hediondos, catástrofes naturais, terrorismo e outras coisas mais, essa pergunta chega até a tomar um quê de revolta contra Deus por permitir que isso continue acontecendo. Pior ainda é quando essas desgraças nos atingem diretamente através da morte de um ser querido ou alguma outra tragédia pessoal.
Por que demoras Senhor?
Será que não vês o que temos que aguentar aqui neste mundo?
Pra que ficarmos mais tanto tempo aqui nesta terra? Será que a tua promessa falhou?
São perguntas importantes, e sem dúvida se você as faz, é porque de certa forma Deus o está levando a querer estar com Ele logo!
Mas o que a Bíblia diz coisa sobre essa “demora” de Jesus?
Essa ansiedade e até dúvida devido à “demora” de Jesus não é nova. O apóstolo Pedro alertou os cristãos do primeiro século (mais de 1900 anos atrás!) dizendo que “nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.” (2 Ped. 3:4).
Parece que Pedro está falando aos nossos dias não é? Mas na verdade, Pedro cria que ele mesmo vivia nos “últimos dias” e estava já convivendo com a dúvida da promessa de Jesus já no primeiro século!
Mas espere um pouco, Jesus não falou mesmo: “Eis que cedo venho” em Apo. 22:12? Por que então já se passaram quase 2.000 anos desde que ele falou isso?
É verdade. Mas considere o seguinte: Deus em Seu amor não revelou exatamente quando seria o fim do mundo.
E isso tem uma boa razão de ser. Imagine como teria sido triste a vida dos crentes dos séculos passados se eles soubessem que Jesus não viria nos seus dias. Imagine se eles tivessem descoberto pelas profecias que Jesus demoraria ainda séculos para voltar! Teriam desanimado facilmente ou abandonado a fé. A promessa de Jesus que viria “cedo” ou “logo” fazia seus corações vibrarem. Sua vida cristã tirava forças da promessa do retorno de Jesus para seus dias, assim como o nosso hoje.
E considere também duas coisas:
1. A brevidade da vida humana. Adão viveu até os 950 anos, hoje o máximo que alguns chegam é 100 ou 120. Esperar pelo fim do mundo hoje é muito mais “rápido” do que para os primeiros seres humanos.
2. Ninguém vê o tempo passar durante a morte. Ela é um período de inconsciência. Segundo a Bíblia, aqueles que morreram esperando pela vinda do Senhor não terão noção da passagem de tempo, se demorou séculos ou até milênios, pois entre o momento em que fecharam os olhos na morte e a sua ressurreição para a vida eterna quando Jesus voltar, terá passado somente um milésimo de segundo! (Veja Filipenses 1:21-24; I Coríntios 15:51-52).
Sem dúvida Jesus não estava dando falsas esperanças quando disse “cedo venho”!
Mas vamos voltar ao que Pedro escreveu há muito tempo atrás, sobre a demora da vinda de Cristo: “Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.” (2 Ped. 3:8).
Aí você pode dizer, “mas isso é pra Deus não pra nós!”
Mas eu tenho a impressão de que Pedro está querendo dizer aqui que a salvação de certa forma já está consumada pelo que Jesus realizou na cruz e por isso, não importa quanto tempo demore para Deus interferir na história, se um dia ou mil anos, a nossa salvação está garantida em Jesus!
Mas isso ainda não responde o porquê da “demora”!
Novamente Pedro nos ajuda a entender porque aparentemente demora para Jesus voltar:
“O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.” (2 Ped. 3:9).
Você viu, Deus tem um propósito de amor ao “demorar”, Ele quer que todos tenham uma chance de arrepender-se e ganhar o céu através de Jesus. Deus não está lá no céu de braços cruzados, alienado do que acontece aqui neste mundo em vez de fazer algo e acabar com tudo isso. Ele está trabalhando ativamente para que o máximo de pessoas venham a conhecer suas promessas e Seu amor. Você também já pensou que a cada dia nascem novos bebês e que Deus ama bebês? Ele quer que esses bebês cresçam e tenham a chance de escolher servi-Lo. Nada O alegra mais do que uma “pecador que se arrepende” (Luc. 15:7). Isso não significa que Deus vai esperar para sempre. Paulo diz que Deus tem um dia marcado para julgar o mundo (Atos 17:31).
Mas será que não há como saber se vai demorar muito ainda a Sua vinda?
Embora Deus não tenha revelado o dia e a hora exata do retorno de Jesus, Ele deu alguns sinais de que o tempo do fim estaria próximo: haveria sinais nos céus e catástrofes na terra, guerras, fomes, falta de amor entre as pessoas (Mateus 24). Com esses sinais, sabemos que já estamos no tempo do fim pois vemos isso na TV e internet todos os dias. Só não sabemos quanto tempo ainda vai demorar.
Aqui novamente, Pedro nos ajuda a entender quanto vai demorar esse dia:
“Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.” (2 Ped. 3:10)
Pedro diz aqui que a vinda de Jesus será uma surpresa para todos, como quando um ladrão age! E outra coisa, não importa quanto tempo demore, quando Ele vier, não terá demorado um segundo demais, pois ninguém estava esperando que fosse tão rápido! Uma escritora cristã diz que naquele dia muitos dirão Sabíamos que os juízos de Deus sobreviriam à Terra, mas não sabíamos que viriam tão cedo!”*
O apóstolo Paulo adiciona dizendo: “Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que aquele dia, como ladrão, vos surpreenda; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas; não durmamos, pois, como os demais, antes vigiemos e sejamos sóbrios.” (1 Tess. 5:4-6).
Finalmente, já que Pedro parece ter respondido as nossas perguntas, vamos deixá-lo finalizar nosso estudo:
“Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.” (2 Ped. 3:13)
Aí está o segredo da espera, “a sua promessa”! Pedro cria que o fim viria porque Jesus prometeu, e pronto! Isso sim é que é fé, pura e simples nas palavras de Jesu “credes em Deus, crede também em mim.” (João 14:1).
Ele prometeu, então Ele vai voltar!
Ele prometeu, não importa quanto demore!
Ele prometeu, não preciso e nem posso duvidar!
A Bíblia nos ensinou hoje que existem dois tipos de “impaciência” com a “demora” da Sua vinda: a dos que querem estar eternamente com Deus o mais rápido possível pois O amam e a impaciência daqueles que usam essa “demora” para duvidar de Deus e para continuar em seus caminhos de pecado, fazendo sua própria vontade e se afastando cada vez mais dEle.
Em que grupo você está? Medite nas palavras desta conhecida canção:
Porque não voltou o meu Senhor Pergunto a mim mesmo sem cessar. Porque não foi hoje eu não sei E quando será também não sei Mas quem sou eu pra questionar As coisas que velou?E quem sou eu pra perguntar Por que ainda não voltou? Mas de uma coisa certo estou Que meu Jesus jamais falhou E é muito sábio para errar Se ainda não voltou, é tempo de pensar E ainda mais Jesus, amar Quem sabe está a esperar que eu tenha mais fervor, A fim de encontrá-lo, em paz.
(Jader Santos)   Um abraço! André Reis Teólogo e empresário, reside na Flórida com sua esposa e duas filhas. Blog: www.AdventismoRelevante.com

. "Recebe Essa Palavra Ai"      Deus Vai Surpreender,   Quem Te Julga Incapaz.