31 julho 2016

Já penso em sabe toda a verdade que a Bíblia poder te oferecer para você poder anda no caminho certo é verdadeiro sem mentira e enganação de pastores que ser vestir de ovelha mais na verdade são lobos quero atrapalhar sua caminha espiritual e verdadeira caminho  de Deus.
Quantos igreja surgiu pregado falso doutrina de seres humanos não de Deus ,já existe uma faixa de mais cinquenta mil igreja no mundo todo quase todos tem mesmo sermões para poder arranca oferta e dizimo no valores que eles querem,tem igreja que até parcela seu dizimo e oferta no cartão de créditos isto  é errado porque Deus não aceita o dinheiro veio do seu suor é sim de banco onde você esta comprando aquele dinheiro para dá aquele igreja que está pedindo. Você tem que dá de coração é não se induzida a  dá o valores que muitos pregadores querem até oferecer livros e Cd e DvD.
Daqui alguns ano você só vai participa daquela culto  ser tiver dinheiro poder paga antes de começa o curto.Muitas vez vemos pessoal pega na ruas e praça é não damos valores e achamos que é doido,mais este que prega o verdadeiro evangélico sem pedi nada em troca poder fala de Jesus para nós..Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.(Lucas;18.20)
Será que devemos seguir uma igreja que disse que prega toda verdade  sobre Jesus é seu ensinamento o que a bíblia diz neste fato Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus – (Lucas 4:4)
Esta carta iniciou uma grande controvérsia na coluna ‘Cartas ao Editor’, para prazer do Editor em Chefe do jornal, que por semanas foi recebendo e publicando cartas do assunto, até que alguém escreveu este argumento:
“Eu estou casado já há 30 anos. Durante este tempo minha esposa deve ter cozinhado umas 32.000 refeições. Mas, por minha vida, eu não consigo me lembrar do cardápio de nenhuma destas 32.000 refeições. Mas de uma coisa eu sei … Todas elas me nutriram e me deram a força que eu precisava para fazer o meu trabalho. Se minha esposa não tivesse me dado estas refeições, eu estaria hoje fisicamente morto. Da mesma maneira, se eu não tivesse ido à Igreja para alimentar minha fome espiritual, eu estaria hoje morto espiritualmente.
Is 56:7-8 “Também os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar; porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos. Assim diz o Senhor DEUS, que congrega os dispersos de Israel: Ainda ajuntarei outros aos que já se lhe ajuntaram.”
IRe 8:29 “Para que os teus olhos noite e dia estejam abertos sobre esta casa, sobre este lugar, do qual disseste: O meu nome estará ali; para ouvires a oração que o teu servo fizer neste lugar.”

A igreja é um local instituído por Deus, e local preparado pelos servos do Senhor para adoração.

Hoje vivemos em um mundo do capitalismo que não tem amor ao próximo,podemos ver nas ruas pessoal pedindo esmola na ruas é dissemos que não temos para dá ,temos algo melhor para pode disse como pedro disse não tenho ouro nem prata para pode ter dá mais tenho algo melhor quer é reino de Deus.
Só você fala que Deus ama aquela pessoal que ser encontra naquele situação que está passado momento: mais é dificil porque o mundo que vivemos nos dia atua é cabuloso por motivo de muitas pessoal que pensa em fazer o mal tipo rouba,estrupa ou até mesmo mata por causa de bem matérias.
Será que alguns cristão sabe agir nesta situação de ser seu próximo de poder ajudar a ver uma pessoal ir na porta da sua casa pedi uma prato de comida como você agir nesta situação,você daria ou não! não minha opinião daria porque jesus mesmo disse se for pedi uma corpo de água dá como se fosse eu,muita vez poder ser jesus na porta da sua casa fazendo um teste como você para ver ter um coração puro é verdadeiro diante dele com seu próximo.
Quando tempos ouvimos fala da volta de Jesus neste mundo para busca seu povo escolhido mais de centenas de anos que os povos pregava,hoje muitos difícíl de ver pregadores fala da volta de cristo porque será que os pregadores cansou de esperar a vinda do reis,hoje as pessoal fazer até piadas com volta de Jesus... O que será que Deus está dando tempos para os seres humanos se arrepende ou será que mais de anos Deus conseguir salva apenas um poucos da população neste seculos passado,que ele esta dando muito oportunidades que muitos jogar fora ou não quiser ser um salvo por Deus.. Já imagino ser á salvação de Deus fosse vendido todo mundo queria mesmo fosse um preço muito altos para ser paga  pode ter um pedaço no reino de Deus,como á salvação é gratuito através do seu arrependimento..
Irmãos não pense que você está mais de ano na igreja congregando no amor de Jesus poder esta já salvo,você poder está totalmente errado.. Deus não ver como seres humanos ver é sim ele ver ser seu coração é totalmente sincero diante dele,porque pode ter pessoal lá no mundo que muitos disse este já está perdido para Deus,você poder está totalmente errado meu queridos porque este poder ter coração sincero diante de Deus... Reflete neste teoria meu amados.
Você já perguntou como Deus criou a tanta coisa que nem o cientifico sabe nós explicar como ele fez com apenas o pó da terra criou todo tipos de plantas e varias especie é até mesmo variedade frutas e verduras é até mesmo de peixes varias especie que não ser acha mais por causa das pesca que temos mais de anos.. Deus criou varias especie de animais e até mesmo aves que hoje esta muitos difícil outras gerações pode ver á obra que Deus fez para nós no jardim do éden..
Porque levou primeiros casal seres humanos á pecada,esta em um lugar tal lindo que até hoje nem um seres humanos esteve como ele tive o privilegio de está... O  que ouvir que a serpente falou que levou e eva comete este pecado que a bíblia nós fala que foi uma frutas do conhecimento do bem e do mal..Será  que foi isto mesmo o Deus não nós quiser revela o fator verdadeiro que poder nós ajudar á entende melhor; se no causa Adão não comece á fruto  o que aconteceria neste fator .Será que Deus iria poder assim mesmo oferece seu filho amado pela razão da eva ter cometido pecado de não obedecer o que Deus tinha mandado não fazer,ou Deus faria outra mulher para nos pai.. São perguntas que muitas vez mexe com minha cabeça em pensa neste fator. Se o casal não tivesse cometido o pecado não obedecer não teria tanta violência,mortes é entre  outras coisa que vemos em nós dia atual. Iriamos ter uma vida cheia de alegria,paz é muito amor,seriamos todos parentes da mesmo familiar de Adão e Eva é teria o priveligío  de podemos ver Deus pessoalmente de ouvir é podemos falar com ele...Seria um mesmo prazer...

O que a Bíblia diz sobre a questão financeira?

Você já ficou pensado onde os pregadores da palavra de Deus tirar quer Deus vai dá chave de casa,moto e carro é até dinheiro em conta bancárias,grande verdadeira muitos pregadores está pregando totalmente errado á palavra de Deus.. As pessoas vão na igreja não para ter a salvação,mais vai por interesse financeiro é bem matérias é até mesmo para o amor volta....
Hoje muitas igrejas esta lotada falsos cristos quer só pensa em dinheiro, até para orar os pregadores cobra será que Deus apoiar isto não meus amados leitores.. Por isto que não vemos mais grandes milagres de fazer muitos dá gloria á Deus por ver um cadeirante levanta é anda como no tempo de Jesus...
Pode o dinheiro tomar o lugar de coisas mais importantes? As riquezas podem se tornar o centro da nossa vida e tomar o lugar de Deus. A Bíblia diz em Jeremias 9:23-24 “Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em entender, e em me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço benevolência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor.”
As riquezas podem dar-nos atitudes incorretas sobre as coisas materiais. A Bíblia diz em Lucas 12:15 “E disse ao povo: Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui.”

Não é sábio fazer do sucesso financeiro uma prioridade. A Bíblia diz em Mateus 6:24 “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.” 1 Timóteo 6:9 “Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição.”
Hoje vamos fala da arma mais poderoso do mundo que é o jejum e a oração!

É muito difícil acha irmãos quer fazer pelo menor 3 dias em jejum na igreja por isto muitos cai em tentação do inimigo,compara jesus ficou 40 dias em jejum no deserto sem comer é sem beber nada mesmo coisa Elias e Moíses... Jejum nós ajuda a crescer nós fé espiritual que afasta todos tipos de armas do inimigos é também traz bastante beneficio para nós organismo fazer envelhecer....
“E Jesus repreendeu o demônio, e este saiu do menino; e, desde aquela hora, ficou o menino curado.  Então, os discípulos, aproximando-se de Jesus, perguntaram em particular: Por que motivo não pudemos nós expulsá-lo? E Ele lhes respondeu: Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível. Mas esta casta não se expele senão por meio de oração e jejum.” Mateus 17.18-21
O jejum é uma ferramenta fundamental para que a pessoa vença os espíritos malignos. Como o Senhor Jesus explicou na passagem bíblica acima, há espíritos que para serem derrotados exigem um esforço a mais da pessoa, por meio do jejum e da oração.
Em várias passagens bíblicas encontramos referências de homens de Deus que jejuaram para alcançar nele uma vitória. Pois há lutas que não podem ser vencidas por meios naturais, são problemas ocasionados pelo mal.


O Senhor Jesus, quando esteve entre os discípulos, deu algumas orientações acerca de como realizar um jejum:
Os benefícios do jejum


A ciência afirma que ficar sem comer por períodos determinados pode ajudar a combater a diabetes, doenças cardiovasculares, epilepsia e até o câncer
O jejum – costume milenar associado à limpeza do corpo e da mente – está se tornando alvo de intensos estudos científicos. Os pesquisadores querem descobrir em que condições e por que faz bem privar o organismo da ingestão calórica habitual por períodos determinados. As respostas dão mostra de benefícios múltiplos, que incluem o auxílio no controle de crises de epilepsia, na melhora do humor e na prevenção da diabetes...

30 julho 2016

RELIGIÃO VIROU COMÉRCIO???

Deixo bem claro a todos que esta é uma opinião minha, um direito meu, e que não são todas as denominações evangélicas que se comportam assim. Por esta razão é que não cito nome de igreja nenhuma. O que me leva a escrever sobre este assunto é o objetivo de fazer com que nós, cristãos, que somos a igreja de Cristo, venhamos a refletir sobre fatos que presenciamos quase todos os dias, em quase todos os lugares deste nosso imenso país. Fatos estes que deveriam estar longe do cristianismo verdadeiro. O Brasil é um dos maiores complexos de denominações evangélicas do mundo. E se isso por um lado nos trás um certo orgulho, de termos praticamente "uma igreja em cada esquina", pois esse crescimento vertiginoso nos dá uma dimensão do crescimento evangélico brasileiro, por outro lado algumas atitudes, de algumas igrejas, nos envergonha terrivelmente. Isto porque, infelizmente, nem todos conservaram a chama do primeiro amor, e a apostasia passou a andar paralelamente a vida religiosa de alguns.

É difícil, pra mim que sou pastor, reconhecer este lado negro de algumas igrejas, pois além da minha preocupação em "escandalizar" o evangelho, também sofro a possibilidade de ser ridicularizado, pois, com certeza que muitos, lendo o título deste artigo, logo indagam: "-Só agora você percebeu isso?" Uma coisa é falar numa conversa, que algumas igrejas se tornaram um "negócio", e termos uma conclusão de cabeça de certas situações. Outra coisa é quando sentimos na pele tudo o que nós cristãos tentamos refutar, defender nossas igrejas, dizendo que não é bem assim.

Na realidade creio piamente que uma igreja não inicia com objetivos comerciais. Há um intuito sincero de homens que tiveram grandes experiências com Deus. Seja uma cura impossível, um milagre, algo que levou esta pessoa a ter um ideal religioso. Sem estas experiências talvez jamais mudariam. Seria ingênuo imaginar que uma pessoa sai do meio das drogas, ou de uma vida cheia de opções, para se tornar um "crente" com uma bíblia embaixo do braço, sem motivos para uma mudança tão radical. Chega, às vezes, a se tornar um "enjoado", querendo que todo mundo venha aderir a sua crença, mesmo ele não sendo pastor. Ou seja, alguma coisa boa aconteceu. Depois de um bom tempo este crente vem a se tornar pastor, e muitas vezes acaba por deixar a malícia sufocar a área espiritual. É denominado entre os próprios crentes de "o crente cascudo", ou seja, cai no comodismo de crente 'velho de igreja', achando que sabe tudo, e já não precisa orar tanto, buscar tanto como antes. A oração, o jejum, a intercessão, que o levou a chegar ao ministério pastoral, por vezes, é deixada de lado. Agora, a fofoca, a inveja, a disputa, e principalmente o dinheiro, falam mais alto no seu coração que a voz de Deus. É o início da apostasia!

E esta apostasia leva a atitudes mesquinhas, que se contradiz com o que ele mesmo prega. A mensagem da cruz fala de uma vida cristã de amor. E este amor não pode ser carregado de malícia! Por exemplo, se você visitar uma cidade ou um bairro, e ver que ali não tem nenhuma igreja, e resolver abrir uma congregação, e ela começar a crescer, se prepare, pois abrirão outra igreja bem perto da sua! Não é em outra rua, nem um pouco longe, nada disso! É ali, bem pertinho onde está a igreja que você iniciou. Não estou exagerando! Se puderem eles abrem bem na frente. E são homens que se intitulam "homens de Deus", espirituais, que tem dons, pulam, sapateiam, etc. Tenho visto e vivido esta realidade bem de perto. Nunca abri igreja perto de nenhuma outra, e se percebo que em um bairro já há dezenas de igrejas, eu vou abrir outra ali pra quê?

E me pergunto: Do que adianta, meu Deus, eu ser um pastor, pregar a salvação, pregar o amor, se eu vou bem ao lado, ou na frente de uma igreja, e abro outra?! Que amor e respeito eu estarei demonstrando para o pastor e irmãos daquela outra igreja? O que eu estarei representando para aqueles irmãos que estão lá naquela igreja, orando, chorando, clamando por sua igreja? O que eu serei na mente dos vizinhos daquela rua, daquele bairro? Esta atitude dá ao mundo a razão de dizer: "-As igrejas são comércio mesmo....veja...uma ao lado da outra...concorrência..." Ou o que mais eles pensariam, se não conhecem este poder transformador do evangelho que nós conhecemos?!

Minha admiração vai para os humildes pastores, de pequenas igrejas, que aos trancos e barrancos vão vencendo as lutas. Uma classe mais humilde da tão difamada área pastoral. Mesmo estes tem que averiguar se não estão traçando um mesmo caminho, para depois não imitarem quem eles, as vezes, estão sob a égide.

Aos ateus, sem religião, ou quem não seja evangélico, deixo claro: não são todas as igrejas e pastores que agem assim. Dizer que "pastor é tudo safado" é conversa de porta de botequim. Esta generalização não é nem um pouco inteligente. Quem insiste em falar assim, o faz de deboche, piada, ou tem alguma revolta pessoal. Há pessoas mal intencionadas em qualquer segmento da sociedade. Muitos pastores são éticos, honestos, são homens de Deus, preocupados com o aumento do Reino de Deus. Que abrem igrejas para ganhar almas, alcançar vidas sedentas do evangelho. Abrem portas para ver mais famílias sendo curadas, libertas, abençoadas! Mas, como diz a Bíblia, é mister que venham os escândalos. Mas ai daquele por meio de quem o escândalo vem! (Mateus 18.7)

"E, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de
largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita". (2º Pedro 2:3)

"A minha casa será chamada casa de oração. Mas vós a
tendes convertido em covil de ladrões". (Mateus 21:13)

Denis de Oliveira é Pastor-Presidente das Assembléias de Deus - Minist. Poder de Deus, RJ.
 Pregadores, Cantores e a cobrança de cachês

Claudio, gostaria de te fazer uma pergunta. É algo que quero saber a bastante tempo.
Um dia, ouvi um pastor dizendo que pagou 3.000 reais para uma banda tocar na igreja dele. O que você acha disso?
Eu já começo dizendo que não concordo com "cachê" gospel para tocar em igrejas. Ministrar na casa do Senhor não deve ser um comércio. Desta forma, não creio ser correto uma banda pedir cachê e nem a igreja pagar. Mas há um outro caso. Se alguma produtora convida uma banda para um show, onde esta produtora cobrará ingressos, aí eu penso ser  justo a banda dizer o valor da sua "apresentação", pois, lembre-se meu amigo, que uma boa parte dos músicos vive somente da música e tem 2, 3 filhos pra sustentar…
Mas se a banda foi chamada para ministrar em uma igreja, não deve cobrar cachê, mas a igreja que a está convidando precisa ser sensível de que ali há pessoas que vivem "do" e "para" o ministério e dessa forma ela precisaria dar uma oferta de amor para o ministério convidado. Há muitos ministérios e igrejas que são capazes de trazer o ministro ou banda lá do outro lado do país, ser abençoada por suas ministrações e no final do culto não dar nem um copo de água ou uma carona para o pobre voltar pra casa…
Sintetizando, creio que é nessário um equilíbrio entre a banda, ministério ou cantor e a igreja: O cantor não deve cobrar, mas a igreja não pode deixar de ofertar (não é pagar cachê) na vida do ministro.  Tenho visto alguns ministérios fazerem diferente. Eles pedem que a igreja se comprometa a vender uma quantidade X de seus cds ou livros. Bastantes cantores sinceros, homens de Deus, tem feito dessa forma.

Outro dia, vi um rapaz pregar em uma igreja e, ainda em cima do púlpito, anunciou o lançamento de seu livro e no final do culto foi lá pra porta pra vender. O que você pensa disso?
Pois é… essa é uma situação delicada…
A propaganda é a alma do negócio… hehe… Qualquer pessoa que tenha alguns minutos para fazer propaganda do seu "produto" certamente venderá mais.
Mas como igreja não é comércio e nem loja… Devemos ser criteriosos.Mano, na minha opinião, creio que podemos sim deixar algum ministério ou ministro usar uns poucos minutos para falar do seu trabalho, seu livro ou cd, pois esses material abençoará a vida pessoas que estão no culto. Por exemplo, quando eu estou pregando e pelo assunto da pregação lembro de algum livro bacana que li, eu o indico do púlpito mesmo para a congregação. Vejo os irmãos anotando e alguns deles depois compram e leem o livro. Da mesma forma, um ministro que foi pregar ou cantar numa igreja pode indicar seu material como algo que abençoará a igreja. Mas isso deve ser feito de maneira equilibrada, sem tomar muito tempo e sem transformar a igreja em comércio.
Há muitos que se excedem e usam muito tempo para falar de si mesmo e seus produtos… Aí perde o foco…
Devemos ter bom senso nesse assunto…

Outro dia vi o (….) falar na TV que tudo que ele tem, comprou com o dinheiro das vendas dos livros que ele escreveu durante todos esses anos de "carreira cristã".
Mano, eu sei que não é seu caso,.mas, pergunto: é certo eu vender uma coisa que foi o Espírito Santo que ministrou ao meu coração? Pelo meu entendimento, acredito que não, salvo no seguinte caso: o dinheiro arrecadado pelo livro ou CD, será usado para pagar os custos da produção e o "lucro" será usado exclusivamente na obra. Mas, confesso que ao ler 1 Corintios 9 eu fico meio confuso do que pensar dessa tema.
Excelente você citar 1 Co 9. Tem tudo a ver com isso que estamos falando. Paulo, apóstolo, vivia integralmente pelo ministério e ainda sim conservava seu ofícios de fazer de tendas. Certamente ele não passava 8 horas por dia, de segunda a sábado, fazendo tendas, pois esse não era seu foco: trabalhar para acumular bens ou dinheiro. Ele usava seu ofício par ajudar no seu sutento, para que ele pudesse atuar no seu ministério tendo suas necessidades supridas… Entretanto em outra ocasiões, Paulo contou com a ajuda de igrejas para o seu sustento. Veja: (Filipenses 4:10-18)

"Fiquei muito contente e muito grato ao Senhor por constatar que vocês se lembraram de novo de mim. Sei bem que não me tinham esquecido; foi só uma questão de não terem tido oportunidade de me enviar a vossa ajuda.    11Não digo isto porque tenha receio de me ver na pobreza; já aprendi a contentar-me com o que tenho de momento. Sei o que é passar necessidades e sei também o que é ter em abundância. 12Aprendi já a viver em todas as circunstâncias: tanto na fartura como na fome; tanto no conforto como nas privações. 13Posso suportar todas as coisas com a ajuda de Cristo, que é a fonte da minha força. 14Mas fizeram bem em me terem ajudado nesta difícil situação 15E aliás vocês, filipenses, bem sabem que, quando parti da Macedónia e o vosso conhecimento do evangelho estava no princípio, nenhuma outra igreja se associou comigo quanto a dar ou a receber, senão somente a vossa 16Mesmo quando estava em Tessalónica vocês me enviaram por mais de uma vez aquilo que me era necessário 17Não é que esteja a fazer apelo a donativos; mas procuro antes que vocês produzam frutos que tornem maior a vossa recompensa.18De momento tenho o que me é preciso; tenho mesmo mais do que o suficiente, desde que Epafrodito me trouxe o que vocês me enviaram, e que é como que o perfume de um sacrifício que Deus aceita e que o satisfaz"

Ou seja, mano, Paulo trabalhava pelo seu sustento, mas igrejas investiam em seu ministério, para que ele dedicasse mais tempo na obra e cada vez menos tempo em trabalho secular.
Em 1 Co 9 Paulo está ensinando à problemática igreja de Corinto esse mesmo princípio. Ele cita a lei de Moisés diz que o próprio Deus insituiu aquela lei para ensinar esse princípio (de abençoar os que servem, ministram ao povo de Deus) ao povo. Veja:


"Pois está escrito na Lei de Moisés: “Não amordace o boi enquanto ele estiver debulhando o cereal”. Por acaso é com bois que Deus está preocupado? Não é certamente por nossa causa que ele o diz? Sim, isso foi escrito em nosso favor. Porque “o lavrador quando ara e o debulhador quando debulha, devem fazê-lo na esperança de participar da colheita”.  Se entre vocês semeamos coisas espirituais, seria demais colhermos de vocês coisas materiais?" ( 1 Coríntios 9:9-11)

Dessa forma, meu irmão, creio ser correto alguém que vive para a obra de Deus ser abençoado financeiramente para seu sustento.
Entretanto existem aquelem que usam a obra de Deus para se enriquecer, e não a veem mais como ministério, mas como trabalho com objetivo de lucrar o máximo possível… Uma pessoa assim já perdeu o foco há muito tempo…

O que você acha, meu amigo?
Denúncias
Denúncias feitas pelo Pastor Juninho Lutero na música “Gideões: Prostitutas de Terno e Gravata” , afirmam que a organização do evento pentecostal cobra R$ 50 mil de pastores que desejam pregar no congresso, além de acusar os líderes que participam do evento de usarem drogas e chantagearem sexualmente cantoras gospel que estão começando.

Congresso dos Gideões é uma farsa, composta por pastores que cheiram pó e bebem cachaça. É claro que não falo de todos, mas homens de Deus ali dentro são bem poucos.

Informações não oficiais que estão rolando na internet é que a não participação de Marco Feliciano no evento tem relação com as denúncias de Lutero. O pastor teria questionado as acusações aos organizadores que, por sua vez, decidiram retirá-lo do evento.
Olá amados irmãos hoje vamos compara tempos Eliseu e de Jesus se tinha que cobra para poder prega ou orar fazer milagres como  hoje existe até  Tabelas de preços quer algumas igrejas tem que não vou cita nomes..

Vamos volta um pouco atrás quem já ouviu fala da histórias Naamã é curado da lepra que se encontra no livro 2Reis 5.1-27.
Naamã foi até o rei de Israel levou uma cartão e Tesouro e tecidos do seu rei da Síria que naquele tempos era inimigos Sírias é Israel..
O rei de Israel rasgou sua vestia é disse: Sou eu Deus para matar e para vivificar,para que este envie a mim um homem,para que eu o cure da sua lepra! Pelo que deveras notai,peço-vos,e vede que busca ocasião contra mim.
Sucedeu, porém, que, ouvindo Eliseu, homem de Deus, que o rei de Israel rasgara as suas vestes, mandou dizer ao rei: Por que rasgaste as tuas vestes? Deixa-o vir a mim, e saberá que há profeta em Israel.
Veio, pois, Naamã com os seus cavalos, e com o seu carro, e parou à porta da casa de Eliseu
Veio, pois, Naamã com os seus cavalos, e com o seu carro, e parou à porta da casa de Eliseu.
Então Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será curada e ficarás purificado.
Porém, Naamã muito se indignou, e se foi, dizendo: Eis que eu dizia comigo: Certamente ele sairá, pôr-se-á em pé, invocará o nome do Senhor seu Deus, e passará a sua mão sobre o lugar, e restaurará o leproso.
Não são porventura Abana e Farpar, rios de Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? Não me poderia eu lavar neles, e ficar purificado? E voltou-se, e se foi com indignação.
Então chegaram-se a ele os seus servos, e lhe falaram, e disseram: Meu pai, se o profeta te dissesse alguma grande coisa, porventura não a farias? Quanto mais, dizendo-te ele: Lava-te, e ficarás purificado.
Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado.
Então voltou ao homem de Deus, ele e toda a sua comitiva, e chegando, pôs-se diante dele, e disse: Eis que agora sei que em toda a terra não há Deus senão em Israel; agora, pois, peço-te que aceites uma bênção do teu servo.
Porém ele disse: Vive o Senhor, em cuja presença estou, que não a aceitarei. E instou com ele para que a aceitasse, mas ele recusou.
E disse Naamã: Se não queres, dê-se a este teu servo uma carga de terra que baste para carregar duas mulas; porque nunca mais oferecerá este teu servo holocausto nem sacrifício a outros deuses, senão ao Senhor.
Nisto perdoe o SENHOR a teu servo; quando meu senhor entrar na casa de Rimom para ali adorar, e ele se encostar na minha mão, e eu também tenha de me encurvar na casa de Rimom; quando assim me encurvar na casa de Rimom, nisto perdoe o SENHOR a teu servo.
E ele lhe disse: Vai em paz. E foi dele a uma pequena distância.

Então Geazi, servo de Eliseu, homem de Deus, disse: Eis que meu senhor poupou a este sírio Naamã, não recebendo da sua mão alguma coisa do que trazia; porém, vive o SENHOR que hei de correr atrás dele, e receber dele alguma coisa.
E foi Geazi a alcançar Naamã; e Naamã, vendo que corria atrás dele, desceu do carro a encontrá-lo, e disse-lhe: Vai tudo bem?
E ele disse: Tudo vai bem; meu senhor me mandou dizer: Eis que agora mesmo vieram a mim dois jovens dos filhos dos profetas da montanha de Efraim; dá-lhes, pois, um talento de prata e duas mudas de roupas.
E disse Naamã: Sê servido tomar dois talentos. E instou com ele, e amarrou dois talentos de prata em dois sacos, com duas mudas de roupas; e pô-los sobre dois dos seus servos, os quais os levaram diante dele.
E, chegando ele a certa altura, tomou-os das suas mãos, e os depositou na casa; e despediu aqueles homens, e foram-se.
Então ele entrou, e pôs-se diante de seu senhor. E disse-lhe Eliseu: Donde vens, Geazi? E disse: Teu servo não foi nem a uma nem a outra parte.
Porém ele lhe disse: Porventura não foi contigo o meu coração, quando aquele homem voltou do seu carro a encontrar-te? Era a ocasião para receberes prata, e para tomares roupas, olivais e vinhas, ovelhas e bois, servos e servas?
Portanto a lepra de Naamã se pegará a ti e à tua descendência para sempre. Então saiu de diante dele leproso, branco como a neve.

Conclusão: Eliseu faz por amor ao seu próximo sem pensa em tira vantagem em cima do doente que era Naamã, já os servos de Eliseu já penso em já tira vantagem correu atrás de Naamã é pedi o quer ele tira trazido para oferecer pela sua curar, o servo de Eliseu acabou sendo amaldiçoado por Deus...
Você examinar toda escritura sagradas jamais vai encontra de um projetas ou discípulos cobrando para prega ou por fazer oração para alguém uma grande exemplos podemos encontra em atos.
“E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona.  E era trazido um homem que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam. O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós. E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa. E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda. E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram. E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus.”  Atos 3:1-8

Eram três horas da tarde, de grande fluxo de pessoas no templo. Imagino que o coxo tinha vários pontos de esmolar pela cidade e pessoas com quem dividia o apurado como forma de retribuir o favor de carregá-lo de um lado para outro. Afinal, um homem de 40 anos, deveria pesar consideravelmente. Certamente já havia encontrado Pedro e João outras vezes e pedido moedas. Os apóstolos reparavam nele, mas ele não fazia pausa alguma para conhecer melhor o que tinham para falar. O coxo já estava acostumado com o ser levado,  sustentado e sobreviver de forma tão dificultosa. Quando se acostuma com o mal, ele até se torna aceitável e deixa de incomodar. Isso acontece constantemente e é a causa de não se procurar por mudanças. A porta Formosa estava repleta de mendigos, que por algum motivo, esperavam caridade dos religiosos, do lado de fora do templo, porque se achavam indignos, de frequentar o interior do local. Ou o mundo os tinha convencido disso...
 Dias de Hoje olha ai preços dos pregadores e cantores :
Era só o que faltava na ‘rede gospel’. Depois de divulgar lista duvidosa com cachê expondo os valores cobrados pelos cantores evangélicos, o site Fuxico Gospel, na verdade um plágio do Ofuxico, dessa vez foi mais longe: sem informar a fonte, publicou nova lista constando valores cobrados por pastores em suas cruzadas.
Valor cobrado por Pastores
ABÍLIO SANTANA                  R$ 17.000,00
Abílio Santana
MARCO FELICIANO – R$ 25.000,00
Marco Feliciano
CARVALHO JÚNIOR – R$10.000,00
CLAUDIO GAMA – R$  6.000,00
GEZIEL GOMES – R$12.000,00
HIDEKAZU TAKAYAMA- R$ 10.000,00
JOSUÉ BRANDÃO – R$ 8.000,00
JUANRIBE PAGLIARIN – R$ 20.000,00
SILAS MALAFAIA – R$ 15.000,00  
MARCOS GREGÓRIO – R$ 18.000,00
JORGE LINHARES – R$ 15.000,00
JABES DE ALENCAR-R$  15.000,00
CARVALHO JUNIOR-R$   8.000,00
ELSSON DE ASSIS-R$  12.000,00
ADEILDO COSTA-R$ 15.000,00
SILMAR COELHO – R$  14.000,00
ABNER FERREIRA – R$  16.000,00
ALEXANDRE BRITO – R$  10.000,00
ALISSON BERNARDINO – R$   8.000,00
ANDERSON DO CARMO-R$   6.000,00
ANGELO GALVÃO – R$  5.000,00
BENHOUR LOPES- R$  12.000,00
CARLOS DE JESUS                R$   8.000,00
CARVALHO JUNIOR                 R$   10.000,00
CLODOALDO ANDRADE         R$   6.000,00
Cachê cobrado por cantores evangélicos, segundo o site
Diante do Trono250 mil
Aline Barros  60 mil
André Valadão  60 mil
Thalles Roberto  60 mil
Lázaro  50 mil
Fernandinho  40 mil
Fernanda Brum  30 mil
Bruna Karla  30 mil
Oficina G3  30 mil
Casa de Davi  25 mil
Ludmila Ferber  22 mil
Canto do Céu  20 mil
Alda Célia  20 mil
Kleber Lucas  20 mil
Marquinhos Gomes  20 mil
Alex Gonzaga  18 mil
Eyshila  18 mil
Cassiane  18 mil
Heloisa Rosa  17 mil
Chris Duran  17 mil
PG  17 mil
Quatro por Um  16 mil
Jamily  15 mil
Ministério Unção Ágape  15 mil
Cristina Mel  15 mil
Asaph Borba  15 mil
Banda GerD  15 mil
Adhemar de Campos  15 mil
Novo Som  15 mil
Marina de Oliveira  14 mil
Jozyanne  12 mil
Marcos Antonio  12 mil
Brother Simion  10 mil
Carlinhos Félix  10 mil
João Alexandre  10 mil
Rayssa e Ravel  10 mil
Kim  10 mil
Léa Mendonça    8 mil
Logos    5 mil


Boa Tarde
Amados irmãos,blogger que prega o amor de Deus se pedi nada em troca em quantos outras igrejas ai no mundo vende a mensagens por vários vales abusivos que ate oferecer produtos de milagre e financeiros, não cair em ideias de pastores..
Pastores são como nós seres humanos que pode cair em tentação qualquer hora ainda mais quando ver dinheiro entrado..Muitas igreja prega que o pastor é o anjo da igreja isto é uma teoria errado que está sendo pregada em muitas igrejas,verdadeira teorias que jesus é a  verdadeira cabeça da igreja de Deus,como Deus deixou para nós um grande exemplos: Que o homem é cabeça da mulher, como á mulher é a cabeça dos filhos... Hoje temos muitos igrejas milhonárias que tem um patrimónios muitos grandes, quer pode ver um membros passando dificuldade não ajuda o membro.. Isto é errado que as igrejas faz porque verdadeira igreja vais quer poder ajuda seu membro ou que sabe como pode ajuda a vence as dificuldade financeiras que esta passado no momento.... Jesus deixou grande exemplo na vida que podemos até compara como ser fosse uma igreja rica nos dias atual, que já ouviu fala do jovem rico que chego em Jesus é perguntou bom mestre o que faço para entra no reino Deus,disse Jesus bom somente Deus mais vai venda tudo que tem é reparti com os pobres é me seguir é terá grande tesouro no reino Deus.. Ele saiu triste,disse Jesus aos seus discípulos mais facil entra uma camelo no fundo de um agulha quer entra um rico no reino de Deus.. É  assim só as igreja de hoje que só pensa em bens matérias que prega o verdadeiro evangélico como Jesus prega como saia em porta a porta proclamado as novas do reino de Deus e fazia grandes milagres...
Bom dia
Abençoados,Tudo bem !
Eu estou bem graça á Deus..

Louvo muito á Deus por mais um ano  que está completado o blogger Semente Restauração da Fé estamos fazendo 9 ano já de idade que falamos do amor de Deus ao mundo através da internet .. Que Deus posso abençoar muitos quer ver nosso blogger é nosso mensagens de esperança é amor é salvação.. 
Precisa de divulgar seu negócio? Temos solução!
Somos a Abençoada panfletagem,uma agência de divulgação presencial que atua nas áreas de panfletagem em bairros,avenidas,semáforo e empresa , panfletagem virtual e bandeirasa e tbem propaganda em rádio.. E convidamos você a conhecer está espetáculo forma de divulgação, podendo levar assim seu negócio cada vez mais ao alcance do consumidor...
Curtiu nosso fan page:

E entre em contato conosco e vamos juntos dar vôos de águias.
(65)98401-6261
(65)99237-5946whatsapp
(65)99275-5345
BOM DIA
ABENÇOADOS,NÓS AJUDEI A DIVULGAR ESTÁ PAGINA PARA UM IRMÃO Q PRECISA MUITO DE SERVIÇOS.. FAN PAGE : https://web.facebook.com/abencoadapanfletagemoficial

SAIBA Q  DEUS VAI TE ABENÇOA MUITO...

Criança Aos Olhos de Deus

Pacto Com Deus - Como Fazer

O pacto com Deus é feito em oração. Para se fazer esse pacto é necessário arrependimento, humilhação. Antes de qualquer coisa você precisa se arrepender verdadeiramente de todas as coisas que você fez que não agradou a Deus, e ter consciência de que não poderá mais fazer. Deus precisa ver em você um coração arrependido, não adianta ser só da boca para fora. Depois disso, entregue tudo, absolutamente tudo nas maõs dEle: Sua vida, seu coração, seus sonhos, sua família, seu emprego, tudo tem que ser entregue no altar do Senhor. Depois de entregar sua vida, adore-O, mas odere-O de corpo, alma e espírito. Diga o quão importante Ele é para você, o quanto você necessita dEle, faça uma verdadeira declaração de amor para o seu Pai. Depois de tudo isso você vai receber (se fizer tudo certinho) o Espírito Santo, com Ele sim você irá ultrapassar qualquer obstáculo. Mas lembre-se: O Deus que dá o Seu Espírito para o homem, é o mesmo Deus que tira se começar a crescer olho grande, inveja, ódio, ou qualquer outra coisa que venha do diabo no coração do humano! Faça um pacto com Deus e terás força para vencer todos os problemas. E antes que você venha me chamar disso ou daquilo, lembre-se que quando você fizer um pacto com Deus você não vai deixar de ter problemas, na realidade, você terá mais problemas, mas você também vai ter o Espírito Santo, e Ele vai fazer com que você enfrente e vença todos os problemas com a paz dEle dentro de seu coração.

10 julho 2016

O cristão e a fofoca

“Há alguns que falam como que espada penetrante, mas a língua dos sábios é saúde.” (Provérbios 12:18)
A fofoca é um mal presente na sociedade contemporânea. Pessoas fofocam no ambiente familiar, nos espaços de trabalho, dentro dos elevadores, em ônibus coletivos, enfim, sempre que têm oportunidade. De acordo com o dicionário Caldas Aulete, significa “comentários sobre a vida alheia, mexerico, boato”. E já faz parte da natureza do homem moderno. Até mesmo as crianças já tem tal prática.
Entretanto, embora esta prática tenha tornado-se algo natural dentre os homens, o que existe na Bíblia a este respeito? Será que as Escrituras Sagradas aprovam tal costume? Ou seria pecado? Certamente muitos cristãos pensam que esta atitude é bíblica. Fofocam sobre seus próprios pastores, a respeito de lideranças de outras denominações, vizinhos, colegas de trabalho, familiares e sobre qualquer pessoa que passar pela frente. Caso fosse possível, fofocariam até mesmo sobre Jesus Cristo.
Contudo, esta é uma prática condenável pela Bíblia. O verdadeiro cristão, com desejo sincero de seguir a Deus em todas as áreas da vida, deve evitar este assunto em todas as ocasiões. Não há nenhuma hipótese, de acordo com a Bíblia, em que a fofoca possa ser praticada. O apóstolo Paulo deixou alguns importantes ensinos milenares a serem observados com atenção. Há um trecho muito interessante na carta aos Colossenses:
“Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos.” (Colossenses 3:8–11)
Todo mexerico, sem exceção, contêm palavras torpes. A própria fofoca em si é um tipo de malícia e maledicência – e parte significativa de seu conteúdo traduz mentiras. Então, de acordo com a passagem bíblica citada, todos devem deixar de lado esta prática. O autor incentiva as pessoas a adotarem novas práticas, revestindo-se de novidade de vida. Importante observar que não há, na Bíblia, nenhuma exceção possível em que Deus permita a fofoca.
O apóstolo Pedro também critica o mexerico. ”Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo;” (1 Pedro 2:1–2) Várias das pessoas que fofocam tem inveja daquelas pessoas sobre as quais murmuram, e não tem coragem de fofocar face a face com as vítimas da fofoca. Como percebe-se nestas palavras de Pedro, toda a malícia, fingimento, inveja e murmuração devem ser deixados (abandonados, apartados, largados, colocados de lado).
O autor do livro de Provérbios diz que “o tolo de lábios ficará transtornado” (Provérbios 10:10), O mesmo escritor diz: “até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.” (Provérbios 17:28). Este trecho bíblico é tão claro e óbvio que dispensa comentários. Só mesmo quem quer desobedecer a Deus fofoca conscientemente. E quem o faz de maneira consciente, o conselho é clamar a Deus por perdão e pedir força ao Criador para ser liberto deste vício pecaminoso. Afinal de contas, a fofoca nada mais é do que pecado, e “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23).

A Justificação pela fé

A Justificação pela Fé é a principal doutrina do cristianismo. Martinho Lutero disse: “Esta doutrina é a cabeça e a pedra fundamental. Por si só, ela gera, alimenta, edifica, preserva e defende a igreja de Deus. E sem ela, a igreja de Deus não poderia existir nem por uma única hora”. Martin Lloyd-Jones afirmou que a justificação pela fé “é a grande doutrina central de todo protestantismo, e vocês descobrirão que em cada avivamento ela sempre vem na vanguarda”. A igreja cai ou permanece de pé por causa desta doutrina. Ela é a espinha dorsal de todas as doutrinas bíblicas. John Piper diz: “Pregar e viver a justificação pela fé glorifica a Cristo, resgata pecadores desesperados, encoraja santos imperfeitos e fortalece igrejas frágeis”.
A justificação é um ato jurídico ou uma sentença divina na qual Ele declara perdoado todo pecador que crer em Jesus. Louis Berkhof define: “A justificação é um ato judicial de Deus no qual Ele declara, baseado na justiça de Jesus Cristo, que todas as exigências da lei estão satisfeitas com respeito ao pecador”. A justificação é o contrário de condenação. Ela é um ato único e legal que remove a culpa do pecado e restaura o pecador à sua condição de filho de Deus, com todos os seus direitos, privilégios e deveres. A justificação não ocorre na vida do pecador, não produz mudanças no seu caráter, mas no Tribunal de Deus. Justificação é uma declaração e santificação é transformação. Mas, é a partir da justificação que o Espírito Santo inicia no pecador todo o processo de santificação até a sua glorificação. A justificação possui cinco características básicas, segundo o ensino de Paulo em Romanos 3.21-31.
Primeira, a justificação se origina em Deus.
A justificação pela fé é a manifestação da justiça de Deus sobre os pecadores. Ele é quem toma a iniciativa de perdoar o homem de todos os seus pecados, declarando-lhe que não existe mais nenhuma condenação contra ele. Ele é o autor da justificação, a qual não pode ser obtida pela obediência humana à lei de Deus (Gl 2.16,21). Ele é o Juiz Supremo que declara a absolvição do pecador.
Segunda, a justificação é pela fé.
A justiça de Deus é recebida mediante a fé (Rm 3.22). A justificação não acontece por causa da fé, mas, por meio ou através da fé. A fé não tem nenhum merecimento, mas é o instrumento ou a mão que recebe o presente. Esta fé não existe naturalmente no coração humano, mas é um presente de Deus. Por isso, toda pessoa para ser justificada precisa receber de Deus a fé: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Ef 2.8).
Terceira, a justificação é uma necessidade.
Todos os homens são pecadores e necessitam do perdão de Deus. A justiça de Deus é para todos e sobre todos, judeus e gentios, porque todos erraram o alvo, deixando de ser conforme o propósito de Deus. Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus (Rm 3.23).
Quarta, a justificação é gratuita.
A justificação é um presente que Deus concede ao homem. Paulo diz: sendo justificados gratuitamente, por Sua graça (Rm 3.24). A palavra gratuitamente significa “como um presente”, “sem pagamento”; e a palavra graça significa “por um favor imerecido”. Ela não pode ser comprada por obras humanas ou conquistada por méritos pessoais. Ela é exclusivamente pela graça.
Quinta, a justificação se baseia em Jesus Cristo.
A salvação é gratuita para o pecador, mas ela teve um alto custo para Deus. Para nós a salvação é grátis, mas para Deus custou à vida de Seu Filho. Sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo (1Pe 1.18-19). É por meio do sacrifício de Jesus, que Deus toma a culpa do pecador e a atribui a Jesus Cristo. E a justiça que há em Jesus Cristo é imputada ao pecador. Jesus pagou a pena em nosso lugar, e por isso nenhuma condenação há para aquele que nEle confia. Creia agora mesmo em Jesus e receba a sua justificação

Santificação na Vida Cristã

Um grupo de mulheres estudava o livro de Malaquias quando, no Capítulo 3, elas se depararam com um assunto do qual nada sabiam: “E assentar-se-á como fundidor e purificador de prata…”
Este verso as deixou intrigadas, pois elas não conseguiam entender seu significado quanto ao caráter de Deus. Uma delas, porém, se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata, até a próxima reunião.
Entrou em contato com um ourives e marcou horário com ele. Não lhe disse o motivo da sua curiosidade, mas, ainda assim conseguiu convencê-lo a deixá-la presenciar seu trabalho com a prata.
O homem colocou um pedaço do metal sobre o fogo e o aqueceu. Explicou que no processo de refinamento devia-se manter a prata no meio do fogo, onde as chamas eram mais quentes, de forma a queimar todas as impurezas.
Ela perguntou se era verdade que ele tinha que se sentar em frente ao fogo enquanto a prata estivesse sendo refinada. O ouvires respondeu que sim, pois tinha que ficar olhando o tempo todo para a prata, para evitar que ela fosse destruída pelo fogo.
A mulher, então, perguntou: “Como você sabe quando a prata já está purificada?”.
“Ah! é fácil, respondeu o ourives, quando eu vejo a minha imagem nela”.
Texto: 1 Pe 1.15-16
Transição: Para compreender como a Santificação faz parte da vida cristã e porque Deus diz que precisamos ser santos como Ele vamos entender em três tópicos sobre o que ela trata:
1. A Santificação é:
a) Primeiramente referente a Deus.
i. É Deus quem realiza a Santificação, não o ser humano. A realiza bem de perto e com atenção como o ourives(1 Ts 5.23);
ii. O conceito de santidade se emprega, antes, a Deus, sendo glorificado por sobre a criação;
iii. Pelo contraste da impureza humana com a pureza de Deus (Is 6), idealiza-se a separação entre Deus e o pecado, habilitando apenas o purificado de coração a estar na presença do Senhor (Sl 24.3s).
b) Secundariamente referente ao ser humano.
i. Apesar de não ser o promotor da santificação, também não é completamente inativo no processo;
ii. Deus deu a capacidade (poder), os meios (como) e a tarefa (dever) de colaborar com Ele nessa obra (Cl 3.5-14);
iii. Além de que o Senhor exorta constantemente à necessidade de viver em santidade (Rm 12. 1-2).
c) Na essência, o processo da relação entre Deus e o ser humano.
i. É o fruto desse relacionar-se com o Senhor, visando a contínua renovação do elo através da dedicação e do serviço;
ii. É um produto gradual do ser de Deus em conjunto com a humanidade, que nos liberta e nos torna cada vez mais parecidos com Cristo.
d) Aplicação: A santificação é uma intervenção graciosa e sucessiva de Deus que nos purifica do pecado, renova a nossa natureza, transforma a maneira como agimos, para sermos à imagem Dele e ao mesmo tempo não nos exclui do processo, temos o privilégio de desenvolver um relacionamento mais profundo com o Senhor e somos habilitados a servi-Lo.
Transição: O segundo tópico nos diz que… (use parte da transicao original, o crente nessa altura já esqueceu….)
2. A santificação não é:
a) Acabar com a natureza pecaminosa.
i. Na Bíblia há relatos de que Deus atribuiu a algumas pessoas características como: “justo”, “íntegro”, “temente a Deus”, “perfeito”, “sem culpa”, porém eles não foram categoricamente sem pecado, ao contrário a Bíblia também trata de seus erros (1 Jo 1.8).
ii. A perfeição buscada no processo de santificação não é alcançada na presente vida, porém é preciso se esforçar e caminhar em direção a ela (Fp 3. 12-14).
b) Condição ética ou espiritual cunhada no coração.
i. Apenas a “forma” de conduzir a vida, com moral e ética não condicionam um processo de santificação;
ii. Fazer coisas ou “ser espiritual” não desencadeia uma atitude que provém da vontade de Deus;
iii. O ser humano é agente passivo no processo de santificação, porém, quando Deus o chama, o habilita a desenvolvê-la na vida cristã, no relacionar-se com Ele.
c) Separar-se externamente.
i. O Antigo Testamento faz referências a pessoas e coisas que eram consideradas santas, separadas para o serviço de Deus. Porém naquele contexto, essa dedicação representava a devoção mais intensa e pessoal do coração;
ii. Hoje há a famosa separação, em grande parte apenas estrutural, entre a Igreja que deve ser santa e o mundo que é profano, porém esquece-se que a separação necessária é caracterizada como uma devoção, um relacionamento profundo com Deus e não como um simples afastamento das coisas “mundanas”.
d) Aplicação: Uma condição falsa de consagração dada externamente para nada serve na vida cristã, pois não é acompanhada da santificação interna. A Palavra de Deus não indica um crescer ético simples, ou seja, uma aparência de “cristão certinho” e sim em relacionamento com Deus, por meio do Seu amor e visando Seu serviço e demonstrado em ações práticas e genuínas no dia-a-dia da vida cristã.
Transição: Até aqui entendemos o que é e o que não é santificação, agora no terceiro tópico notaremos que…
3. A santificação acontece para:
a) Remover a invencibilidade do pecado.
i. A presença do pecado, como já foi falada, apenas a completa santificação (que não ocorre nesta vida) removerá, porém, enquanto alvos do trabalho progressivo de santificação de Deus, o pecado está em desvantagem;
ii. O poder do pecado
iii. Enquanto estávamos nas trevas nos inclinávamos naturalmente para o mal, distantes de Deus. Agora, que fomos resgatados, ainda temos natureza pecaminosa (continuaremos pecando), porém, através da graça que nos foi concedida e no exercício da santificação é dado a nós o privilégio de nos inclinarmos para o bem.
b) Purificar a nossa natureza.
i. No relacionamento com Deus, o processo de santificação retira da natureza humana gradativamente a perversão e a adulteração decorrentes do pecado (Rm 6.6), assim como o fogo purifica a prata. Essa purificação é resultado de um arrependimento genuíno e de um compartilhar da morte de Cristo, assim, nossa velha natureza é também crucificada;
ii. Além disso, esse processo também torna prático e experimental o exercício das coisas santas, suscitando uma nova direção de vida, onde se vive para Deus (Rm 6.11). Em todos os momentos e áreas de nossa vida nossas atitudes serão diferentes, o rumo é mudado, nossa vida cristã é santificada na boa conduta no trabalho, na gentileza na família, na sinceridade nos cultos, entre tantas outras práticas que devem ser purificadas em nós. Essa mudança também é resultado de um arrependimento duradouro e de um participar da ressurreição de Cristo, assim, somos revigorados segundo a imagem do Senhor.
c) Formar um caráter santo, semelhante ao de Deus.
i. A nossa imagem que havia sido manchada com o pecado, agora é renovada com a libertação da culpa, todo o nosso caráter é restaurado, segundo a imagem de Deus;
ii. A partir dessa nova figura que temos, Deus nos capacita a viver de forma que O agrade, em santificação, sendo santos como Ele mesmo é, agindo de maneira santa, sendo verdadeiros cristãos.
d) Aplicação: Todo esse processo pelo qual passamos no relacionamento com Deus, é por fim, mais um ato de amor de Deus para conosco, afinal, a libertação do jugo e a regalia da restauração são atos divinos que não merecemos. Porém, o Senhor nos quer como amigos, pessoa que se relacionem com Ele e busquem viver em santificação com Ele no coração, que é o que O agrada.
Conclusão:
Enquanto vivermos precisaremos nos defrontar com o pecado, nossas vidas serão permeadas por conflitos, problemas e erros e é nesse meio que precisamos exercitar nossa santificação, confessando as faltas, suplicando o perdão dos pecados com arrependimento e buscando sempre maior perfeição.
O cerne desse processo é o amor, a humanidade, os relacionamentos, tudo tem implicações práticas e experimentais que vão nos purificando até que Deus veja Sua imagem refletida em nós.
Esse é um tema que parece bem abstrato, às vezes até transcendente, mas, embora a santificação seja um curso gradual e ocorra em nosso interior, ela afeta todos os aspectos da nossa vida e deve produzir, necessariamente, mudanças em nosso exterior. Por isso, de uma forma bem prática, vamos pensar agora em duas atitudes que podemos tomar amanhã no trabalho, em casa ou na escola que reflitam o amor e a busca pela santificação da nossa vida cristã.
Vamos então orar pedindo perdão ao Senhor pelas nossas faltas e pedindo a Ele que nos ajude a realizar essas duas atitudes que estamos propondo para amanhã.
Kézia Lidório

Supremacia de Deus na pregação


Objetivo: Conscientização da nossa dependência do Espírito Santo. Dos perigos da autoconfiança no ministério da pregação.
Introdução: Se voltarmos um pouquinho na história da Igreja, no século IV, d.C. houve um cristão de nome João Crisóstomo. Ele pregava na Igreja de Constantinopla, atualmente Istambul, na Turquia. Esse homem era uma pessoa que falava bem demais, ele tinha uma oratória excelente. Era um grande pregador e multidões se reuniam para ouvi-lo. Ele pregava tão bem, que sempre que ele terminava de pregar as pessoas aplaudiam o sermão dele. Ele se incomodava com aquela situação. Ele sabia que quem merecia a honra era somente Deus e não o homem. Um dia ele resolveu pregar contra os aplausos. Preparou então um sermão, mostrando biblicamente porque não se deve aplaudir um pregador quando ele prega. Ele falou tão bem nesse sermão que ao final ele foi novamente aplaudido.
Essa história, fato real, nos mostra o perigo que a falsa confiança na eloqüência/oratória pode provocar. Não era esse o caso de João Crisóstomo, ele era um homem de Deus. Não confiava na oratória dele, embora essa fosse excelente. Não é errado alguém falar bem, mas esse era um problema do público dele,estavam se reunindo apenas para ouvi-lo falar, talvez, não por causa do conteúdo, prova disso foi que ao pregar contra os aplausos, ele foi aplaudido. Há um perigo na falsa confiança, nesse tipo de coisa, em métodos, na forma de uma pregação e não no conteúdo dela.
A passagem (1 Co. 2:4 / I Co. 4:20) que vamos compartilhar nessa noite vai mostrar exatamente isso, não só o perigo dessa oratória, desse falar bem, não colocado em submissão a Deus. Mas também do perigo da sabedoria humana, das filosofias humanas.
Lembrando então, que estamos lendo em I Coríntios. Vemos que essa carta foi escrita pelo Apóstolo Paulo à Igreja de Corinto, que ele mesmo fundou. A fundação dessa igreja se deu em sua 2ª viagem missionária (aproximadamente 52 –53 d.C.) conforme Atos 18:1-11 e sua obra continuou com Apolo. Depois em sua 3ª viagem missionária à cidade de Éfeso, pertinho de Corinto, chega alguns irmãos da Igreja de Corinto a ele para falar sobre alguns problemas que a igreja estava passando e também para entregarem uma carta com algumas dúvidas. Essa era a motivação de Paulo para escrever essa carta. Paulo escreve então a primeira carta aos Coríntios para falar dos problemas que foram informados a ele e para responder às questões que foram colocadas na carta. Corinto era uma cidade antiga da Grécia,tinha uma forte influência na filosofia Grega. Eles davam grande importância aos grandes filósofos, pensadores e oradores. Eles gostavam de ouvir belos e rebuscados discursos. Tendo conhecimento do perfil dos cristãos de Corinto, Paulo dirigi-lhes a carta/sermão da seguinte forma:
“E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana…”
I – Minha Palavra
Paulo vai a Corinto não expor idéias rebuscadas do pensamento humano, mas vai para anunciar o testemunho de Deus, ou seja, o evangelho. Nossa mensagem consiste em aquilo que temos para oferecer. Aquilo que nos foi entregue (At. 3:1-6).
II – Minha Pregação
Paulo não tem outro tema, outro assunto, outra paixão a não ser Cristo. Cristo é tudo e em todos. Nem política, nem filosofia, nem dinheiro – a vida para Paulo era anunciar Cristo.
Quando esteve em Atenas, “o seu espírito se revoltava em face da idolatria dominante na cidade” (At. 17:16). A cidade era o sonho filosófico, cidade natal de Sócrates e Platão.
Paulo disse: “Esse…. é precisamente aquele que eu vos anuncio” (At. 17:23). “ESSE!”. A pregação a respeito de Deus. O que pode ser mais comovente do que a percepção de que Deus, em Cristo, fezalgo por nós?
III – Meu Ministério
Paulo toma uma decisão firme em seu ministério, seu discurso precisava consistir nas escrituras. Relembra aos Coríntios a sua maneira de pregar o evangelho. Embora Paulo fosse um Apóstolo, ele veio a Corinto sem presunção, sem auto-confiança, mas com humildade, sabendo da sublimidade do seu ministério e da grandeza da sua mensagem
Muitos pregadores engrandecem-se a si mesmos, os seus dons de tal forma que não podemos ver a Jesus. Devemos nos gloriar apenas na cruz de Cristo (Gl 6:14). O que Paulo estava tentando dizer:
 Meu ministério não consiste em boa vontade, não consiste em fazer quinhentas visitas, não consiste em obra social, não consiste em eloquência, humanismo, psicologia. Meu ministério não consiste em força da carne, alto flagelação. O meu ministério consiste na obra sobrenatural do Espírito Santo que é o poder de Deus para todo aquele que crê!
Conclusão: Quero encerrar esta mensagem, lendo uma poesia.
De: Myrtes Matias
Caminhos de Deus
“Somos caminhos que Deus usa.”
Senhor, do alto sei que vês melhor,
quanto mais se sobe, maior a visão;
Teus olhos abrangem a eternidade:
contemplam o sol em sua imensidade,
vêem o verme a se arrastar no chão.
Para que então ficar gritando ao mundo:
olha o que tenho, o que sei, quem sou?
Se lá do alto vês o mundo todo,
Tu sabes, Senhor, onde eu estou.
Tu sabes por que vim ao mundo,
tens uma missão pra mim.
Nada mais falta que submissão,
dizer – Ordena. Abrir o coração.
Ouvir a ordem e obedecer assim:
Sem importar a obra que a mim couber,
ou o lugar em que meu campo esteja.
Pode ser obscura minha atuação,
o que me importa é Tua aprovação,
ser tudo aquilo que queres que eu seja.
Talvez não tenha a sorte das estrelas
que belas cintilam, dando inspiração.
Talvez meu campo seja o mais mesquinho;
que me importa, se me tornar caminho
por onde passe a Tua compaixão?
Agora, Senhor, a minha prece:
eu quero a graça de participar,
se não posso ser um caminho brilhante,
faze-me atalho na serra distante
mas onde o mundo veja Teu amor passar.
Usa-me, Senhor, durante todo o tempo,
para que no dia em que voltar ao céu,
possa dizer-Te, com um sorriso doce:
– Nada fiz, nada ajuntei, eu nada trouxe,
na terra fui apenas um caminho Teu.
Sueli – aluna FTSA Londrina

. "Recebe Essa Palavra Ai"      Deus Vai Surpreender,   Quem Te Julga Incapaz.